Innovation Summit Brasil 2019 reserve a data

Associações de Inovação e Investimentos realizam evento conjunto de 12 a 14 de agosto, em Florianópolis-SC

O Innovation Summit Brasil 2019 pretende reunir duas mil pessoas do Brasil e do mundo para debater sobre “Ecossistemas de Inovação: criativos, conectados e competitivos”. As inscrições serão lançadas em breve. 

Entre os dias 12 e 14 de agosto, a capital catarinense, Florianópolis, será palco da primeira edição do Innovation Summit Brasil, e ponto de encontro de atores públicos e privados, nacionais e internacionais, envolvidos no processo de empreendedorismo inovador; entidades e outros atores que atuam com o desenvolvimento e a operação de mecanismos de suporte ao empreendedorismo e à inovação; instâncias de governo, setores produtivos e formadores de opinião; disseminadores das culturas de inovação, propriedade intelectual e transferência de tecnologia interessados em cooperar com a capacitação, a formação e o desenvolvimento de profissionais envolvidos no esforço dessas áreas para as entidades de C,T&I que atuam no país; gestores e CEOs de empresas de grande, médio e pequeno porte com foco em inovação; da comunidade de investimentos de longo prazo, em âmbito nacional e internacional, e de entusiastas na construção de um ambiente ideal para as startups transformarem o país.

Realizado pela Rede Nacional das Associações de Inovação e Investimentos (RNAII), o Innovation Summit Brasil 2019 conta com correalização do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), e apoio local da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate) e da Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi).

A RNAII é uma iniciativa inédita de colaboração das grandes entidades fomentadoras do empreendedorismo inovador, em prol de todo o ecossistema brasileiro de ciência, tecnologia e inovação. Composta pela Abipti (Associação Brasileira das Instituições de Pesquisa Tecnológica e Inovação); ABstartup (Associação Brasileira de Startups); Abvcap (Associação Brasileira de Private Equity & Venture Capital); Anjos do Brasil; Anpei (Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras); Anprotec (Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores) e pelo Fortec (Fórum Nacional de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia), a Rede congrega uma cadeia com milhares de associados de natureza diversificada, para efetiva colaboração e fortalecimento de ações, públicas e privadas, focadas na transformação do conhecimento em riqueza.

Juntas, essas associações representam mais de mais de 150 instituições de pesquisa, 300 gestores de núcleos de inovação, 370 ambientes de inovação (incubadoras, aceleradoras, parques tecnológicos), 120 investidores de venture capital, 5000 startups, 7000 investidores anjos, e 200 empresas inovadoras de grande e médio porte.

Assim, com o objetivo de formular proposições para apoiar e estimular o investimento em empreendedorismo inovador no país, o Innovation Summit Brasil 2019 irá reunir diferentes agentes para definição de ações voltadas ao fortalecimento da capacidade de inovação e da competitividade da economia do país, e o fortalecimento dos ambientes promotores de inovação, da pesquisa científica, da interação entre instituições de pesquisas e empresas, da atração de capital, da cultura empreendedora, e da geração de emprego e renda.

Ecossistemas de Inovação: criativos, conectados e competitivos

O tema central escolhido busca retomar a ideia de que “a união faz a força”, já que para desenvolver um ecossistema de inovação sólido é necessário a criação de ambientes colaborativos e com ações em todas as frentes.

Na biologia, a palavra ecossistema significa um conjunto de comunidades que, aliadas a fatores externos, colaboram entre si para a sobrevivência de todas. O mesmo ocorre quando diferentes atores, como empresas de tecnologia, universidades, investidores, fundações, governos e a sociedade, se unem para favorecer o crescimento da inovação e colaborar uns com os outros; e as características “criativo”, “conectado” e “competitivo” vêm para enriquecer ainda mais esse ecossistema de inovação.

Serão trabalhadas seis trilhas: incubadoras, aceleradoras, parques tecnológicos, empresas, investidores e gestores de inovação. Dentro dessas trilhas, as associações que compõem a RNAII trabalharão temas específicos, como políticas econômicas, modelos financeiros, conexão entre grandes e pequenas empresas, impulso para gerar novos empreendimentos inovadores, transformação digital, entre outros.

A Sede

Florianópolis-SC não foi selecionada para sediar o evento por acaso. A região abriga, atualmente, mais de 16 mil empreendedores e o número de empresas de tecnologia subiu 3,42% entre 2015 e 2017. Considerando os últimos 30 anos, o crescimento foi de 10.000%.

De acordo com relatório do Bradesco BBI, divulgado em 15 de fevereiro de 2019, Florianópolis tem 3% da população brasileira, mas possui 20% das startups do país. Segundo Acate, o setor tecnológico já representa 5,6% do PIB do estado, com um faturamento de R$ 15,5 bilhões.